Banner_assinatura
Revista Emêrgencia Digital - 1
 
 
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Ocorrências
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias
E Fotos Redes Sociais Banner 5
E Superguianet - Banner 5


Você está em: Noticias / Leia na Edição do Mês
Leia na Edição do Mês
Detectores e alarmes de incêndio: sinal de alerta

Por Pixel-Shot/Shutterstock
Data: 18/12/2018 / Fonte: Revista Emergência/Bruna Klassmann

Desconhecimento, falha na certificação, atualização de normas fazem parte do cenário brasileiro dos detectores e alarmes de incêndio

Proteger vidas humanas, patrimônios e processos industriais, este é o papel fundamental dos sistemas de detecção e alarme de incêndio. Estes equipamentos possuem a função de identificar qualquer sinal de fogo com precocidade, permitindo o acionamento dos sistemas de supressão e a rápida atuação da brigada de incêndio, assim como, a desocupação da edificação, quando necessária, antes de o ambiente ser tomado pela fumaça.

Este sistema é composto por duas partes. Para a detecção, há um dispositivo dotado de sensores que transmitem a uma estação central a informação de foco de incêndio, assim que identificam fumaça, chama ou elevação da temperatura, isto dependendo do tipo de equipamento instalado no local. Em complemento, aparece o alarme, um dispositivo elétrico com sinalizadores visuais, sonoros ou mistos que avisam aos ocupantes sobre a emergência.

Atualmente, a importância do sistema vem sendo comprovada, seja por sua reação eficaz em incêndios ou mesmo pelos danos provocados quando da sua ausência. "Acontecimentos no país têm chamado a atenção para a questão da proteção contra incêndios. Ainda se nota o desconhecimento por parte da sociedade que os incêndios podem ser detectados precocemente e controlados. O recente evento do Museu Nacional do Rio de Janeiro, no entanto, levantou esta questão ao compará-lo com museus de outros países que contam com sofisticados sistemas de detecção e alarme", destaca Ademir Santos, coordenador da Comissão de Estudos de Sistemas de Detecção e Alarme de Incêndio do CB-24 (Comitê Brasileiro Contra Incêndio) da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Mesmo sabendo da importância deste equipamento, especialistas ressaltam que os detectores e alarmes de incêndio se concentram em prédios comerciais e industriais, pois no Brasil, ainda não se tem a cultura de instalar estes sistemas em áreas residenciais e outros espaços.

Confira a reportagem completa na edição de dezembro da Revista Emergência.
Comentários
Deixe seu comentário sobre a notícia:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
* E-mail, Profissão, Estado e cidade não serão publicados.
 
 
 
   
 
 
 
Código de verificação:

Repita o código ao lado:
 
 
Enviar


Notícias relacionadas
Mais de Leia na Edição do Mês
 
1     2     3     4     5     6     7     8     9     10
Edição do Mês
 
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Emergência. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Outras Publicações Revista Emergência Nossos Eventos Eventos Emergência SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Entidades Estatísticas Download Fale Conosco
Loft Digital