Revista Emêrgencia Digital - 1
 
 
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Ocorrências
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias
E Superguianet - Banner 5
E Fotos Redes Sociais Banner 5


Você está em: Noticias / Geral
Geral
Dilma institui a Força Nacional de Apoio Técnico de Emergência
Data: 09/01/2012 / Fonte: Agência Brasil

Brasília/DF - A presidenta Dilma Rousseff determinou, hoje (9), durante reunião com seis ministros e o secretário Nacional de Defesa Civil, que as ações dos centros de monitoramento de operação (postos avançados de integração das defesas civis municipais, estaduais e federal) nos estados sejam reforçadas a partir da criação da Força Nacional de Apoio Técnico de Emergência. Dessa forma, o governo pretende articular de forma mais eficiente os diversos órgãos do governo federal, visando a efetivar medidas de prevenção e enfrentamento aos desastres naturais. Entre as ações previstas está o envio, em caráter emergencial, de 35 geólogos e 15 hidrólogos a Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo, estados que têm enfrentado dificuldades.

De acordo com o governo, as próximas 48 horas serão de grande risco para esses estados. "Nossa previsão é que, a partir de quarta ou quinta-feira, o tempo deve melhorar, mas os centros [de monitoramento de operação] permanecerão funcionando até o final de março", disse o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra.

"Serão 48 horas de mobilização muito intensa da Defesa Civil. Hoje há um alerta de risco alto para [as cidades mineiras] Belo Horizonte, Ouro Preto e Juiz de Fora. Foram 164 deslizamentos só em Ouro Preto. As cidades da Grande Vitória (ES) e os municípios da serra do Rio de Janeiro estão em alerta", informou o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aloízio Mercadante. Segundo ele, o governo já contabiliza 2,5 milhões de pessoas afetadas pelas chuvas.

Os ministros informaram que a presidenta solicitou que sejam tomadas as providências necessárias para que as populações das cidades em situação de emergência e de calamidade possam receber os benefícios de prestação continuada, e que o pagamento do Bolsa-Família seja antecipado para as populações diretamente atingidas pelas chuvas. O governo já estuda também a liberação do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para a reconstrução de moradias destruídas pelas enchentes.

Mercadante anunciou, ainda, a compra e a adequação de radares que ajudarão na coleta de informações técnicas sobre o clima. "Serão adquiridos quatro novos radares meteorológicos para entrarem em funcionamento na Bahia, Espírito Santo, Alagoas e São Paulo. Os novos radares vão se somar aos 23 já existentes", disse. O ministro disse que o governo comprará 1,5 mil radares automáticos pluviométricos. A estimativa de custo desse equipamento supera R$ 4 bilhões.

Na opinião dos ministros da Integração e da Ciência e Tecnologia, os investimentos preventivos foram aplicados corretamente e já apresentam resultados, apesar da ocorrência de tragédias. "A presidenta Dilma está priorizando os investimentos em prevenção. Só que essa mudança de gasto com reconstrução vai demandar tempo. Não é uma agenda apenas para um governo, é uma agenda para uma geração. A população cresceu, foi morar de forma irregular em áreas de risco e não havia investimento público em moradia", disse Bezerra.

Os ministros Fernando Bezerra e Aloízio Mercadante manifestaram pesar e solidariedade às vítimas do deslizamento ocorrido nesta madrugada na cidade de Sapucaia, centro-sul fluminense. De acordo com a Secretaria de Estado da Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros, oito casas foram atingidas na localidade e a possibilidade é de que ainda haja entre 15 e 20 pessoas soterradas.

Participaram da reunião com a presidenta os ministros dos Transportes, Paulo Sérgio Passos;
da Ciência e Tecnologia, Aloízio Mercadante; da Integração, Fernando Bezerra; da Saúde, Alexandre Padilha; interino da Defesa, Enzo Peri; e da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e os secretários de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento, do Ministério de Ciência e Tecnologia, e Nacional de Defesa Civil, Humberto Viana Filho.

Foto: Agência Brasil

Comentários
luiz carlos polkorny Denuncie este comentário
parabens a presidenta e ministros .

nos que trabalhamos em defesa civil precisamos de muito apoio informação, teoricos e muito treinamento pratico .
estamos conseguindo enxergar uma luz no tunel
muito obrigado
Deixe seu comentário sobre a notícia:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
* E-mail, Profissão, Estado e cidade não serão publicados.
 
 
 
   
 
 
 
Código de verificação:

Repita o código ao lado:
 
 
Enviar


Notícias relacionadas
Mais de Geral
 
1     2     3     4     5     6     7     8     9     10
Edição do Mês
 
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Emergência. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Outras Publicações Revista Emergência Nossos Eventos Eventos Emergência SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Entidades Estatísticas Download Fale Conosco
Loft Digital