Data: 17/02/2010 / Fonte: Olhar Direto

Cuiabá/MT – Apesar dos danos causados pelos alagamentos em vários municípios do Estado, a preocupação maior é quando o nível da água baixar, devido a proliferação do mosquito da dengue. Os cuidados deverão ser redobrados, principalmente nos terrenos baldios com entulhos e lixos que acumulam água.

Em entrevista exclusiva ao Olhar Direto, o coordenador de Resposta a Desastres e Reconstrução de Defesa Civil, major Elton Guilherme Crisostomo, alertou que após os alagamentos se medidas de limpeza e os devidos cuidados não forem realizados, o mosquito voltará ainda mais forte. “A água da chuva pode não matar, mas a dengue com certeza. É o que nós chamamos de desastres secundários”, afirmou.

Segundo o major Crisostomo, todas as medidas de segurança estão sendo tomadas para manter a integridade das famílias atingidas pelos alagamentos, porém os cuidados com a proliferação da dengue deverão ser feitos por cada um dos moradores. Ele garantiu que a dengue é atualmente uma das principais preocupações do Estado, mas é preciso que todos colaborem.

O coordenador alerta também as famílias que ao retornarem às casas fiquem atenta a qualquer sintomas da doença, como febre, manchas, diarréia e vômito para procurar um posto de atendimento rapidamente.

Na quarta-feira, 17, o vice-governador Silval Barbosa (PMDB) fez um sobrevoo pelas cidades atingidas para anunciar as medidas tomadas pelo Estado, porém a Defesa Civil esteve de plantão durante o carnaval e atendeu a todas as ocorrências de alagamentos nos mais diversos pontos do Estado, inclusive em Santo Antônio de Leverger, em que moradores de quatro bairros ficaram ilhados.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui