Crédito: Divulgação

Fonte: Prefeitura de Itapevi

Inaugurada há um ano, a Central de Resgate de Itapevi já realizou mais de 16,6 mil atendimentos em resposta às solicitações dos serviços de urgência e emergência do Corpo de Bombeiros (193), SAMU (192) e Defesa Civil (4143-0841).

No primeiro ano de atividade, o campeão de ocorrências foi o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), com 14.343 chamadas registradas até 31/08, desde a inauguração da Central, em outubro do ano passado. No mesmo período, o Corpo de Bombeiros atendeu 1.186 chamadas e a Defesa Civil 1.089 solicitações.

Com mais de 1,8 mil metros quadrados, a Central de Resgate está localizada na Rua Professor Dimarães Antônio Sandei, 264, na Cidade Saúde. O serviço funciona sete dias da semana, 24 horas por dia. Ao todo, são mais de 110 profissionais envolvidos em ações de segurança e proteção a vida e a saúde do itapeviense.

SAMU

A Central de Regulação das Urgências do SAMU Regional Oeste registrou 42.762 chamadas no último ano, sendo 14.343 solicitações apenas de Itapevi. O serviço também atende os municípios de Carapicuíba (11.153 chamados), Cotia (6.439), Jandira (4.316), Pirapora do Bom Jesus (786), Santana de Parnaíba (4.116) e Vargem Grande Paulista (1.609).

As principais solicitações de Itapevi foram para atendimento clínico, com 5.423 ocorrências; trauma com 2.371 chamados e atendimento psiquiátrico com 896 registros.

Corpo de Bombeiros

Das 1.186 solicitações atendidas pelo Corpo de Bombeiros, o combate a incêndios liderou as ocorrências com 301 chamados, seguidos de 229 socorros em acidentes de trânsito com vítimas e 197 chamadas para atendimento de queda de pessoas. As demais ocorrências da corporação foram para socorro de animal em local de risco, emergência clínica, queda de árvores, animal agressivo, acidente de trânsito com moto, tentativa de suicídio, afogamento e vistorias técnicas, entre outros.

Defesa Civil

Com 1.089 ocorrências no primeiro ano de funcionamento da Central de Resgate, a Defesa Civil realizou 320 pedidos de vistoria em residências e muro, 209 vistorias em árvores, 89 cortes de árvores, 56 interdições, além de resgate de animais de grande e pequeno porte e combate a marimbondos e abelhas, entre outros registros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui