Crédito: MRN/Divulgação

Fonte: G1

Os exercícios simulados foram realizados no último sábado (30), na comunidade quilombola Boa Vista, no município de Oriximiná, Oeste do Pará.

A ação, que contou com o apoio da Defesa Civil e comunitários, faz parte do Plano de Ação de Emergência das Barragens de Mineração (PAEBM) da empresa.

O treinamento, realizado de forma voluntária, busca reforçar a cultura de segurança, por meio de técnicas repassadas à comunidade.

Durante o simulado, foram apresentadas técnicas de segurança, rotas de fuga e pontos de encontro, no caso de uma possível emergência de barragem de mineração.

De acordo com o gerente de Geotecnia da MRN, Alexandre Schuler, que também é o coordenador do PAEBM, o simulado apresenta os cenários dentro da operação da barragem, explica os possíveis impactos e, principalmente, quais ações devem ser tomadas no caso de uma emergência. “O objetivo é treinar a comunidade e os próprios empregados da MRN para que todos estejam preparados para situações emergenciais envolvendo barragens de mineração”, explicou.

Os comunitários que participaram da ação, enxergaram como um diferencial a oportunidade de realizar esse tipo de treinamento. A comunitária Maria Iranildes, de 54 anos, reforçou a importância das informações de segurança. “Nunca se sabe o dia que pode acontecer um acidente. Então, ações como essa são extremamente importantes para nossa comunidade”, relatou.

Na comunidade Boa Vista existem dois reservatórios de sedimentos, que possuem a função de clarificação de águas pluviais do sistema de drenagem dos pátios de estocagem e retroárea do porto da MRN. Os estudos de ruptura hipotética e os levantamentos cadastrais das comunidades indicam que não há moradias dentro da zona de impacto (ZAS – Zona de Autossalvamento).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui