Data: 21/02/2018 / Fonte: Agência Senado

Brasília/DF – A senadora Rose de Freitas (PMDB-ES) qualificou de medida paliativa, embora necessária, a intervenção federal no setor de segurança no Rio de Janeiro. Ela afirmou que, de fato, nunca houve no país uma política de segurança pública e considerou que é preciso com urgência iniciar este debate.

Rose de Freitas lembrou que o Rio não é o campeão da violência no país, já que vários estados o superam nesse quesito. Ela citou estatísticas que indicam que as mortes violentas no Brasil nos últimos anos superam as ocorridas na Síria e no Iraque juntos.

A senadora destacou como uma contribuição para solucionar este gravíssimo problema a proposta de emenda à Constituição que apresentou e cuja tramitação está sustada durante a vigência da intervenção federal no Rio. A ideia é unificar  as PMs das 27 unidades da federação, criando uma Polícia Militar da União e um Corpo de Bombeiros da União.

– O resultado dessa proposta, que deve ser debatida com a sociedade, com o governo federal, eu tenho certeza que será uma otimização das ações policiais em todo o país, eliminando redundâncias e conflitos causados pela existência de 27 estruturas heterogêneas – disse a senadora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui