Data: 01/10/2012 / Fonte: Rede de Urgências Norte

O SAMU Macro Norte e o 7º Batalhão de Bombeiros Militar de Minas Gerais se preparam para ampliar a cooperação técnica firmada entre as duas corporações, que trabalham de forma integrada em Montes Claros desde o último mês de maio.

A proposta é expandir a cooperação para as cidades de Januária, Janaúba e Pirapora, onde existem bases descentralizadas do SAMU e do 7º BBM.

Segundo Warmillon Fonseca Braga, presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência do Norte de Minas (Cisrun), órgão gestor do SAMU Macro Norte, o trabalho integrado tem dado resultados muito positivos para as duas corporações. “Devido à grande malha viária que cruza o Norte de Minas, a incidência de acidentes é muito recorrente, e crescente, e o trabalho compartilhado entre o SAMU e os bombeiros tem dado mais agilidade no socorro às vítimas. Levar essa parceria para essas três cidades, que estão localizadas em pontos estratégicos entre as rodovias, vai viabilizar ainda mais o trabalho dos socorristas”, avalia o presidente.

O comandante do 7º BBM, Major Sérgio Ricardo Santos Oliveira, diz que a integração deu mais sinergia entre as equipes, resultando em mais qualidade e segurança no trabalho de resgate. “Desde que firmamos a parceria, estamos compartilhando conhecimento e práticas de rotina, qualificando as equipes das duas corporações. E quanto mais expandirmos essa cooperação, melhor será o serviço prestado à população norte-mineira”, pondera o comandante.

Major Sérgio observa que a parceria tem aberto espaço a treinamentos até então realizados apenas para os bombeiros. “Na semana passada tivemos um treinamento especial para busca e resgate em estruturas colapsadas (BREC), preparando os soldados para atuar em operações de salvamento e resgate de vítimas soterradas durante catástrofes, e uma equipe do SAMU participou de todo o treinamento. Agora temos uma equipe de socorristas pronta para atuar em situações extremas, que exigem, além de preparo físico, domínio das ferramentas e equipamentos de proteção. Foi a primeira vez em Minas Gerais que o SAMU participou do treinamento BREC e certamente essa qualificação fará toda a diferença, porque em situações dessa natureza pode necessitar de uma intervenção médica, por exemplo, no atendimento de uma vítima que esteja presa no alto de um prédio, ou soterrada nos escombros”, avalia o Major.

O próximo treinamento compartilhado será realizado pelo SAMU, que vai qualificar os soldados BM para aplicação das técnicas e conceitos básicos e avançados sobre o atendimento pré-hospitalar ao traumatizado (PHTLS).

Integração

Desde o dia 14 de maio, o 7º BBM mantém militares de plantão 24 horas na Central de Regulação do Samu. O plantonista é responsável pelo acompanhamento da frota de veículos junto com o rádio-operador do SAMU; pela atualização das informações das unidades do SAMU e Bombeiros, sendo referência para o médico regulador para solicitações de apoio da unidade de resgate, salvamento ou autobomba; pela comunicação entre as duas centrais e com as viaturas do corpo de bombeiros.

Uma Unidade de Salvamento dos Bombeiros também permanece em ponto base no Complexo Regulador Macrorregional durante 24 horas e uma Unidade de Suporte Básico do Samu foi descentralizada para a sede do 7º BBM. 

A meta agora é expandir, ainda neste ano, o trabalho integrado para os outros municípios.

Foto: Rede de Urgências Norte

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui